Dona da Yoki fecha fábricas no Brasil e demite 420

BBuEYmH

São Paulo – A General Mills, dona da Yoki no Brasil, anunciou que irá encerrar produção em duas fábricas no Brasil, além de outros cortes na sua operação internacional.

A planta de Marília será fechada e toda produção de São Bernardo do Campo será distribuída em outras unidades. No local, ficará apenas a parte corporativa.

A medida irá gerar 420 demissões e acontecerá até 19 de agosto. As unidades de Marília e São Bernardo do Campo operam sob direção da General Mills desde 2012.

No Brasil, ela ainda tem fábricas em Cambará (SP), Nova Prata (RS), Paranavaí (PR) e Pouso Alegre (MG).

Dona de marcas como Häagen-Dazs, Nature Valley e Yoki, a empresa também anunciou que irá deixar de fabricar alguns produtos na planta de Nanjing, na China, o que irá gerar o corte de 400 vagas.

Os fechamentos no Brasil e na China irão custar cerca de US$ 42 milhões para a companhia. Desses, US$ 8 milhões são relativos às demissões dos funcionários e US$ 33 milhões à perda do valor das fábricas.

Em 2017, a empresa irá vender a planta de Martel, em Ohio, nos Estados Unidos, que produz alimentos pré-preparados para o segmento de lojas de conveniência. A venda foi fechada por US$ 18 milhões e irá afetar 180 funcionários.

Outra medida é o fechamento da unidade de produção em New Jersey, nos Estados Unidos, que ainda depende de negociações com sindicatos e está prevista para 2018. O objetivo é reduzir o excesso de capacidade de produção de sopas no varejo do país.

A ação irá cortar 370 postos de trabalho e gerar US$ 18 milhões em despesas trabalhistas, além de perdas de US$ 34 milhões em valor de ativos.

A empresa, que tinha 59 fábricas em operação em maio de 2016, registrou faturamento de US$ 16,56 bilhões no ano fiscal de 2016, concluído em 29 de maio. O número é 6,1% menor do que no ano anterior.

msn.com

23/07/16